Zenith

Amanheceu no reflexo do meu sorriso
quando olhei pra ti.

Das histórias de viajantes
esta, antes, eu nunca li.

Foi chegar um novo amor
distraído em sobrecarga,

nesse coração valente que transbordou.

Anos antes eu não imaginava…
Desconfio que ninguém tenha notado.
Mas era como não querer,
supor a incapacidade do ser.

Existe algo além das voltagens invisíveis
que é capaz unir e desvencilhar
por entre as areias imantadas do destino.

Tudo o que deveria acontecer.
Esconder e aparecer.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s